Mas é tão complicado!

Autor: Guy James

Um comentário que estamos acostumados a ouvir aqui na FairCoop é, "mas tudo é tão complicado! Não consigo entender". Isso acontece um pouco antes de desistirem do projeto.

Nós compreendemos que há muita informação e estamos num processo de organizá-la melhor (assim como reconhecemos que parte da organização está atrasada). Então, para quê você encontre o que precisa encontrar, para fazer o que você precisa fazer, e o resto possa ser deixado para depois, ou para nunca. 

Porque se você pensar sobre isso, você precisa entender o mercado de ações para usar o serviço bancário online? Ou como a Visa trabalha tecnicamente nos bastidores para usar um cartão de crédito? Não, o que você precisa fazer é confiar nessas instituições, que elas não vão tomar o seu dinheiro ou pelo menos entender os riscos envolvidos em investir o seu dinheiro. 

E é claro, chamar-se "FairCoop" não faz com que automaticamente seja justo. O que faz com que seja justo é o 'código fonte' estabelecido nos princípios da FairCoop e o nível de compromisso da comunidade em seguir esses princípios. Essa é a razão pela qual pedimos às pessoas para envolverem-se o máximo possível, e sempre pedimos integridade e transparência daqueles que participam.

Mas é claro que se você não possui tempo para envolver-se no ecossistema além do nível de 'usuário' ou 'consumidor' (nenhuma dessas palavras são do meu gosto, mas elas expressam um certo nível de compromisso). Isto é perfeitamente compreensível. No entanto, nós ainda encorajamos você a fazer o máximo de pesquisa que o seu tempo permita e não confiar cegamente em nós (ou em qualquer outra pessoa quanto a isso). Com o tempo, você começará a ver como funciona o todo, e para as partes que você ainda não compreende, então, você pode escolher confiar, sempre que possível. E, perguntar por respostas quando quiser para construir esta confiança. Nós somos, eu espero, uma comunidade muito acolhedora e sempre pronta a responder qualquer pergunta ou esclarecer qualquer dúvida que você possa ter.

Nós estamos no processo de criar um novo e mais justo sistema econômico na sua inteireza, e por isso, algum nível de complexidade é com certeza inevitável. Também, nós seguimos os princípios do software livre, que promove a abertura e a transparência. Esta é uma outra faceta de como nós criamos a confiança que é absolutamente necessária para mostrar às pessoas que este é um projeto real, com valores reais e visão, e não alguma espécie de esquema obscuro. A palavra "crypto" tem uma má reputação, às vezes, o que é merecido em alguns casos infelizmente. Portanto, nós queremos deixar tudo absolutamente explícito para aqueles que gostam de ter toda a informação. Entretanto, o problema de ser tão aberto é que pode parecer que há muito o que se atravessar para entender como tudo funciona.

Em outras palavras, em uma analogia com o Open Source ou o Software Livre, o "código-fonte" está disponível para aqueles que precisam dele e podemos confiar que há muitas pessoas que analisam os princípios, a documentação e os protocolos práticos que usamos para nos organizarmos -e essas são pessoas reais com as quais você pode interagir pessoalmente. Mas, felizmente, você realmente não precisa ler e entender o código-fonte para executar um programa, você apenas usa. O mesmo vale para as ferramentas da FairCoop, como FairCoin, Freedom Coop ou Fairpay -você apenas usa as ferramentas, descubra mais em profundidade se precisar, ou não, caso não precise. As ferramentas funcionam da mesma forma.

Além disso, dependendo da bioregião onde a FairCoop está sendo promovida, as pessoas terão maiores ou menores níveis de adaptação ao mundo digital. Assim, as barreiras à entrada podem ser mais altas em alguns lugares onde até mesmo a própria internet é algo ainda não totalmente compreendido, e os esforços das grandes empresas de tecnologia para simplificar tudo pode, às vezes, levar à percepção errônea de que "Google é a Internet" ou "O Facebook é a internet". Eu acredito que algum nível de curva de aprendizado não é necessariamente uma coisa ruim, pois pode levar ao empoderamento da pessoa que usa o serviço, ao invés do "consumidor passivo", que é o papel desejado por muitas empresas do Vale do Silício.

Esta "divisão digital" também pode se aplicar entre gerações, é claro, com pessoas mais velhas que não são "acostumadas" a tecnologia e precisam de mais ajuda para se envolver. No entanto, acreditamos que os benefícios irão mais do que justificar a curva de aprendizado. Basta ir passo a passo e se você vir um problema, talvez você seja a pessoa certa para corrigi-lo (ou para ajudar no processo de consertá-lo). Este é o núcleo do que é conhecido como "autogestão da comunidade", e pode trazer de volta uma sensação de empoderamento para as pessoas que foram criadas em uma dieta constante de dependência e destituição... pelo que eu quero dizer praticamente tudo de nós, é claro.

Então, com isso dito, aqui estão alguns links para você começar: para começar sua interação com o ecossistema FairCoop, você pode ir ao nosso site principal, junte-se ao nosso fórum e apresente-se lá, ou confira nossa wiki. Sua melhor opção é se juntar ao seu Nodo Local FairCoop mais próximo, que você pode encontrar no site principal e, se não houver nenhum nodo local perto de você, por que não considerar começar um você mesmo?

A melhor maneira de resolver qualquer dúvida é nos perguntar no grupo "Ask Us Anything", aqui em inglês e aqui em espanhol.

E também preparamos um Guia de boas-vindas que está aqui.

Brought to you by the multi-lingual FairCoop community. Visit the FairCoop main website or FairCoin. | CMS Login

To top